cemitério de sonhos.

por daniellecruz

dentro de mim existe um buraco negro
e nele joguei minh’alma,
a essência de tudo que um dia sonhei ser.

os pincéis cheios de guache e tinta acrílica ,
as rimas sujas, pobres ou ricas.
as horas sentadas à máquina
costurando sonhos que nunca se realizariam.

a menina-moleque, com os dedos dos pés cravados na terra
roubando fruta do quintal do vizinho
com um vestido florido todo rasgado
com o cheiro da grama nos cabelos claros.

dentro de mim existe um poço sem fundo,

uma realidade mórbida,
uma curiosidade estática,
a lápide de tudo aquilo que sempre quis ser
e não sou.

Anúncios