Perdão.

por daniellecruz

me perdoe
por nunca ter te contado sobre a parte obscura de mim
esse pequeno canto em breu onde me escondo enfim
e passo noites inteiras refugiada nas dores
de amores,
da falta de cores.

me perdoe
por nunca conseguir ser absolutamente nada
pelos gritos, pelo choro, por ser sempre toda errada
por ter sido feita dos retalhos de chita e algodão,
da costela de Adão,
do coração na mão.

Anúncios