os cinco estágios do luto.

por daniellecruz

quando ela se foi, eu não estive lá.
teus olhos já não contagiavam os meus
com teu brilho incessante
ou alegrava meus ouvidos
com tua risada de menino.
tudo foi silêncio e você me negava.
teu sorriso não tinha o mesmo entusiasmo
e eu sabia que em teu coração havia um buraco
maior do que você podia perceber.

eu sofri. e você sentiu raiva.
eu pude ver a dor escorrendo pelo seu peito
como um coração que sangra,
um monstro que vem de dentro
explodindo tudo.
teus orgãos. teus amores.
já não havia nada.

você fez planos, prometeu histórias,
mas se escondeu correndo atrás de outras saias.
sentada no chão eu te observava
calada.
e quando a dor veio, eu lá estava.
com o peito cansado e já sem lágrimas
exausta da solidão que agora te dominava,
já não havia abrigo pra minha tempestade.

tive que salvar alguém, escolhi você
porque a chuva que molha meus cabelos
e me impede de respirar
é algo com que eu já deveria ter me acostumado,
e as dores que me rasgam por dentro
são os monstros dos quais te falei.

a escuridão chegou em mim e você, solitário,
não pôde ver que eu também me esvaía
desaparecia por entre teus dedos
e definhava.

quando vier o quinto e o teu sorriso
voltar a iluminar salas inteiras
quando tua risada soar verdadeira
e a tua vida já não for uma fuga
meu amor, quero ter ainda
um sopro de vida nesse corpo exausto
um sorriso que eu guardo no fundo do estômago
um beijo e teu carinho
pra que então venha o nada.

Anúncios