ausência – parte II

por daniellecruz

depois de você
minha cama de solteiro
é um oceano vasto.
e todo esse espaço
é a espera do teu abraço,
do teu nariz em minha nuca,
tua respiração calma
e profunda.

depois de você
os dias não passam.
meu corpo não responde,
minha voz já não fala,
minha alma não cala,
minhas lágrimas não secam.
meu sorriso te espera
tão triste.

a febre domina
a pele sensível,
branca e solitária,
em sonhos sem sentido

o vermelho sangue,
a dor é contínua.
tua ausência é um buraco
que hoje me domina.
precipício negro,
teus olhos,
teus beijos.

Anúncios