todo.

por daniellecruz

quero deitar meu corpo nu sobre tuas costas
e traçar padrões desordenados em tua pele branca
te sussurrar segredos e dizer as coisas que ninguém mais teve coragem.
e ficar aí dentro.

quero derreter esse teu gelo com minha febre latente,
te arrastar nos meus delírios mais insanos,
te traduzir minhas dores e meus dialetos,
te sentir completo.

quero me fazer necessária nesse inverno quente,
ser parte da tua rotina, curar teu abandono.
e quando houver brecha em teu cotidiano
te possuir inteiro.

quero conquistar cada território nas pontas dos teus dedos,
dos teus braços,
dos teus olhos,
dos teus beijos mais urgentes.

Anúncios