fadas.

por daniellecruz

quis pegar teu rosto, olhar nos seus olhos
te fazer entender o que ninguém mais vê;
quis quebrar o mundo em milhões de pedaços
pra poder remontá-lo como eu quiser.
eu andei solitária por um caminho àrduo
pra chegar até você.

pés nus pelo fogo e braços no alto –
brinquei de ciranda nesse perigo só meu.

asas de vidro e olhos cheios de lágrimas
na menor falha vem a desfalecer.

e então você vai embora por um rabo de saia
qualquer outra fada que te faça bem
e alguns segundos de olhos fechados
valerão mais do que as noites vazias
que eu passei velando seu sono
quilômetros além.

Anúncios