por daniellecruz

sempre preferi o que era errado
o proibido
o que não era pra ser

não sei seu gosto nem seu cheiro
mas te vejo na palma das minhas mãos
talvez seja o destino
um reflexo
um modo de se defender

não quero jogar teus jogos
não me fale de um amor que não conhece
não me use de cobaia
não me entorpeça com tuas palavras

apenas venha
e tome conta do meu corpo, meus poros
te dei a chave para invadir minha alma
faça algo agora
ou não faça nada.

Anúncios